Um Blog de poesia, imagens estudos das Escrituras, mensagens e textos engraçados

MORTE DE MICHAEL JACKSON


Acaba de falecer um ícone da musica pop. Talvez o mais insatisfeito homem com sua própria aparencia que já existiu. Para tristeza dos inúmeros admiradores e a perda de parte da mística da industria musical e memória artística americana. Milhares de adolescentes já repetiram os virtuosos passos de dança do carismático cantor, e sua morte causa a anunciada sensação de que uma geração no limiar dos tempos, está começando a envelhecer. Mais do que as loucuras do Michael, o que preenche os corações é uma absoluta nostalgia, a evocada e percebida lembrança de um drama familiar que se desenvolveu por décadas, abraçando até mesmo a pele. Ou de vários pequenos dramas. Um abraço carinhoso aos fãs que esta noite perdem um conhecido, e que se entristecem profundamente pela perda de alguém que amaram, apesar de...um mutante e paradoxal ...tudo.

Nosso Adeus a Michael

Welington José Ferreira
publicado por wellcorp às 16:07 | link do post

MORTE DE MICHAEL JACKSON


Acaba de falecer um ícone da musica pop. Talvez o mais insatisfeito homem com sua própria aparencia que já existiu. Para tristeza dos inúmeros admiradores e a perda de parte da mística da industria musical e memória artística americana. Milhares de adolescentes já repetiram os virtuosos passos de dança do carismático cantor, e sua morte causa a anunciada sensação de que uma geração no limiar dos tempos, está começando a envelhecer. Mais do que as loucuras do Michael, o que preenche os corações é uma absoluta nostalgia, a evocada e percebida lembrança de um drama familiar que se desenvolveu por décadas, abraçando até mesmo a pele. Ou de vários pequenos dramas. Um abraço carinhoso aos fãs que esta noite perdem um conhecido, e que se entristecem profundamente pela perda de alguém que amaram, apesar de...um mutante e paradoxal ...tudo.

Nosso Adeus a Michael

Welington José Ferreira
publicado por wellcorp às 16:07 | link do post

Uma Arlinda Mulher

Mamonas Assassinas

Composição: Bento Hinoto / Dinho

Te encontrei
Toda remelenta e estronchada num bar,
entregue às bebida
Te cortei os cabelos do suvaco e as unhas do pé
Te chamei de querida
Te ensinei
Todos os auto-reverse da vida
E o movimento de translação que faz a Terra girar
Te falei
Que era importante competir
Mas te mato de pancada se você não ganhar!

Você foi
Agora a coisa mais importante
que já me aconteceu neste momento
Em toda a minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito
Complexo com a Teoria da Relatividade
Num momento crucial
Um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar
E quem amafagafar os mafagafinhos
Bom amafagafigador será
Em homenagem a Megan Fox



Te falei
Que o pediatra é o doutor responsável pela saúde dos pé
O 'zoísta' cuida dos zóios e o oculista
Deus me livre, nunca vão mexer no meu!
Pois pra mim
Você é uma besta mitológica
com cabelo pixaim parecida com a Medusa
Eu disse isso
Pra rimar com a soma dos quadrados dos catetos
Que é igual à porra da hipotenusa

Você foi
Agora a coisa mais importante
que já me aconteceu neste momento
Até hoje em toda a minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito
Complexo com a Teoria da Relatividade
Num momento crucial
Um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar
E quem amafagafar os mafagafinhos,
bom amafagafigador será

Eu fundei
A Associação Internacional
de Proteção às Borboletas do Afeganistão

Te provei por B mais C
Que as meninas dos teus zóio
não tem menstruação
Dar um prato de trigo pra dois tigres
E ver os bichos brigando é legal que só (miauuu...)
Pois nos 'tira e põe, deixa ficar' da vida
Serei sempre seu escravo-de-Jó

vamos para o fim!

Logo agora que você estava quase
entendendo o que eu estou falando (falando)
A canção está acabando e o Creuzebeck
está abaixando ali o volume (volume)
E você não entende nada mesmo porque quando
você estiver em sua casa nesse
momento a música vai tá baixinha (baixinha)
E você não vai entender nada mesmo
porque não sei por que eu tô falando
esse monte de besteira aqui já que estou...
Porra! Vamo parar com esse papo chato,
rapaz! (vamo lá)
Eu já não estou agüentando mais,
está doendo minha garganta
Eu tenho que fazer ali um gargarejo com vinagre,
soltei um peido aqui dentro (!)
Está fedido o ambiente, meus dedos estão dormentes
Pelo amor de Deus, parem com esta ....
publicado por wellcorp às 15:35 | link do post
tags:

Uma Arlinda Mulher

Mamonas Assassinas

Composição: Bento Hinoto / Dinho

Te encontrei
Toda remelenta e estronchada num bar,
entregue às bebida
Te cortei os cabelos do suvaco e as unhas do pé
Te chamei de querida
Te ensinei
Todos os auto-reverse da vida
E o movimento de translação que faz a Terra girar
Te falei
Que era importante competir
Mas te mato de pancada se você não ganhar!

Você foi
Agora a coisa mais importante
que já me aconteceu neste momento
Em toda a minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito
Complexo com a Teoria da Relatividade
Num momento crucial
Um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar
E quem amafagafar os mafagafinhos
Bom amafagafigador será
Em homenagem a Megan Fox



Te falei
Que o pediatra é o doutor responsável pela saúde dos pé
O 'zoísta' cuida dos zóios e o oculista
Deus me livre, nunca vão mexer no meu!
Pois pra mim
Você é uma besta mitológica
com cabelo pixaim parecida com a Medusa
Eu disse isso
Pra rimar com a soma dos quadrados dos catetos
Que é igual à porra da hipotenusa

Você foi
Agora a coisa mais importante
que já me aconteceu neste momento
Até hoje em toda a minha vida
Um paradoxo do pretérito imperfeito
Complexo com a Teoria da Relatividade
Num momento crucial
Um sábio soube saber que o sabiá sabia assobiar
E quem amafagafar os mafagafinhos,
bom amafagafigador será

Eu fundei
A Associação Internacional
de Proteção às Borboletas do Afeganistão

Te provei por B mais C
Que as meninas dos teus zóio
não tem menstruação
Dar um prato de trigo pra dois tigres
E ver os bichos brigando é legal que só (miauuu...)
Pois nos 'tira e põe, deixa ficar' da vida
Serei sempre seu escravo-de-Jó

vamos para o fim!

Logo agora que você estava quase
entendendo o que eu estou falando (falando)
A canção está acabando e o Creuzebeck
está abaixando ali o volume (volume)
E você não entende nada mesmo porque quando
você estiver em sua casa nesse
momento a música vai tá baixinha (baixinha)
E você não vai entender nada mesmo
porque não sei por que eu tô falando
esse monte de besteira aqui já que estou...
Porra! Vamo parar com esse papo chato,
rapaz! (vamo lá)
Eu já não estou agüentando mais,
está doendo minha garganta
Eu tenho que fazer ali um gargarejo com vinagre,
soltei um peido aqui dentro (!)
Está fedido o ambiente, meus dedos estão dormentes
Pelo amor de Deus, parem com esta ....
publicado por wellcorp às 15:35 | link do post
tags:

Pra quem já jogou o maldito game dos coelhinhos e assistia a Lili em
Animaniacs.
publicado por wellcorp às 15:27 | link do post

Pra quem já jogou o maldito game dos coelhinhos e assistia a Lili em
Animaniacs.
publicado por wellcorp às 15:27 | link do post

Enquanto isso, a Emma vai crescendo...
publicado por wellcorp às 18:31 | link do post

Enquanto isso, a Emma vai crescendo...
publicado por wellcorp às 18:31 | link do post
A derrota mais completa que eu já tive notícia
Diz respeito a mim mesmo.
E eu estava lá sendo derrotado,
Sendo testemunha
Da tragédia que certa guerra
Em comédia se tornou.
Não bastavam cantar vitória
Sobre toda minha vergonha
Eu ainda tive a doce impreessão
Que até mesmo dentro de mim
Eu mesmo me desapontava.
Que falta de clemencia extrema
Dessa consciencia plena
Cheia de razões
No apogeu das decepções.
Não sobraram as armas queimadas
Não sobraram sequer enxadas
Pra enterrar o que sobrou
Porque não restou nada.
Desse dia que findou.
E olha que eu perdi
Mais que mim mesmo
Porque minha derrota
Se estendeu até o cosmos.
E até quem tanto amava
Suas costas me virou.
Ve que arranjei um saco
Só pra levar as cartas
De desaforo escritas
Pelo vento.
Pelo vento!
sim senhor...
publicado por wellcorp às 11:29 | link do post
tags:
A derrota mais completa que eu já tive notícia
Diz respeito a mim mesmo.
E eu estava lá sendo derrotado,
Sendo testemunha
Da tragédia que certa guerra
Em comédia se tornou.
Não bastavam cantar vitória
Sobre toda minha vergonha
Eu ainda tive a doce impreessão
Que até mesmo dentro de mim
Eu mesmo me desapontava.
Que falta de clemencia extrema
Dessa consciencia plena
Cheia de razões
No apogeu das decepções.
Não sobraram as armas queimadas
Não sobraram sequer enxadas
Pra enterrar o que sobrou
Porque não restou nada.
Desse dia que findou.
E olha que eu perdi
Mais que mim mesmo
Porque minha derrota
Se estendeu até o cosmos.
E até quem tanto amava
Suas costas me virou.
Ve que arranjei um saco
Só pra levar as cartas
De desaforo escritas
Pelo vento.
Pelo vento!
sim senhor...
publicado por wellcorp às 11:29 | link do post
tags:
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
26
27
28
29
30
comentários recentes
Eu já disse que você é demais, mas, não custa nadi...
Você é um ser lindo!
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
You pretty much said what i could not effectively ...
You pretty much said what i could not effectively ...
Maneiro!
Maneiro!
tags

todas as tags

Posts mais comentados
29 comentários
29 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
subscrever feeds
blogs SAPO