Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Welington Corporation

Um Blog de poesia, imagens estudos das Escrituras, mensagens e textos engraçados

Um Blog de poesia, imagens estudos das Escrituras, mensagens e textos engraçados

Welington Corporation

22
Jul10

A exclusividade do espírito humano

wellcorp
O propósito para o espírito humano é a vida. A morte não é uma necessidade. É um acidente. Ela não é uma lei do universo. Ela é a quebra de uma lei, da lei da vida. A reencarnação é proposta pelo Espiritismo para o desenvolvimento e a evolução humana. Porém a proposta das Escrituras é diferente. Porque a vida e a existência do ser humano possuem origem e continuidade distintas daquilo que certos espíritos revelaram a Allan Kardec e a muitos outros. Milhões de espíritos possuem milhões de vozes e elas não concordam entre si. Toda religião sincera é fruto de uma REVELAÇÃO, de um encontro espiritual com um ser espiritual que ditou regras espirituais. Mesmo as posições cientificas sobre a espiritualidade foram dadas mediante uma revelação, uma comunicação. Não há doutrina espiritualista sem a anuência de espíritos que a ministrem. Há uma visão da espiritualidade nas Escrituras que não é a mesma dada em nenhuma religião e é diferente da ensinada pela doutrina espírita. Essa diferença que gostaria de realçar.
Entre as diferenças a serem destacadas:

- As Escrituras declaram a existência de espíritos imundos. E declara de maneira absoluta que tais seres não possuem uma natureza humana. Não podem ser transformados, não podem EVOLUIR, porque não possuem neles a NATUREZA DIVINA.
-Tais espíritos não possuem nenhum tipo de sentimento com relação ao homem, senão o de matar, roubar e destrocá-lo.
- Os espíritos imundos não se importam com a VIDA em nenhuma instancia, porque ela lhe é ESTRANHA. Tais espíritos não possuem VIDA em si mesmo, não compartilham da natureza das coisas, seja a fauna ou a flora e jamais estiveram vivos em época alguma, em plano algum.
- Que nenhum espírito humano jamais se tornou outra coisa senão um espírito humano. Os espíritos imundos jamais foram seres humanos, jamais foram gente morta. Mesmo a maldade continua exercida por um homem não pode transformá-lo em outra coisa que não um homem, ainda que viva como se fosse uma besta fera.
- Que o espírito humano não possui nenhum outro veículo que o corpo gerado pela união de seus pais. Que ao homem foi destinado um único e exclusivo corpo para exercer sua existência. Que cada corpo humano representa um único ser, que possui uma natureza tríplice. Corpo, alma e espírito.
- Que a alma é herança da humanidade, herdada dos pais, que no milagre da vida doam parte de si para criação do novo ser, ainda que o espírito seja uma realidade espiritual que se origina em DEUS.
- Que a origem do espírito humano é Deus, que concedeu a cada ser humano nascido na terra, um único espírito, uma única alma, um único corpo. Cada ser humano é EXCLUSIVO.
- Essa EXCLUSIVIDADE é rechaçada pela doutrina dos espíritos que se manifestaram em diversas ocasiões para mestres do espiritualismo. Afirmam que o ser humano hoje já viveu a vida em algum momento anterior, que participou da história no passado, e que ao morrer retornou em algum instante para tornar a viver. Mas isso significaria que milhões hoje teriam participado como antepassados de si mesmos ou de muitos. Mas a origem do espírito humano não é homem. O espírito humano não é herança humana, é dado ao homem, único, para cada ser, por Deus no ato de nascer.
- Quando a revelação espírita declara que a reencarnação, anulou uma existência, uma expressão de vida única. Porque se um só revivesse em vários momentos da história, teria tornado nula a pluralidade de espíritos que exerceram sua exclusiva história de vida. Deus não abre a mão dessa unicidade. A ninguém é dada a capacidade de viver a vida que não é sua, de anular a existência de outro alguém. A reencarnação ANULARIA a individualidade, e cada ser humano é único!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D