Um Blog de poesia, imagens estudos das Escrituras, mensagens e textos engraçados
Da Introdução "A vida em Provérbios"  
  Rev. Marcos Kopeska - Primeira Igreja Presbiteriana Independente de Marília-SP
1.     O REFLEXO DE PROVÉRBIOS NO NOVO TESTAMENTO

1.     Ecoando nos ensinos de Jesus
Há evidências de que o nosso Senhor Jesus amava o livro de Provérbios, pois fez amplo uso destes ensinos na Sua doutrinação prática. Vejamos alguns exemplos:

a)     Suas palavras sobre aqueles que procuram os primeiros lugares, quando convidados para banquetes. Mt. 23:6-7; Lc. 20:46,47), estão firmemente relacionados com Pv. 25:6,7

b)     A parábola do rico insensato (Lc. 12:15-20) está bem retratada em Pv. 27:1

c)     A parábola dos dois alicerces (do sábio e do néscio – Mt. 7:24-27) tem fundamento em Provérbios 14:11

d)     Na conversa com Nicodemos (João 3:13) Jesus revela a resposta da pergunta levantada por Agur em Provérbios 30:4

e)     Em Mt. 11:19, Jesus faz uma referência ao livro de Provérbios, comparado aqueles que não O reconhecem, nem à Sua mensagem, aos “insensatos” que estão em oposição aos sábios.

2.     Influenciando os conceitos do Apóstolo Pedro:
Parece que Pedro foi escritor do Novo Testamento que mais usou o livro de Provérbios em suas cartas, ou por ser íntimo de Jesus ou por suas possíveis leituras deste valioso livro. Compare:
·        I Pedro  2:17         com             Provérbios 24:21
·        I Pedro  3:13         com             Provérbios 16:17
·        I Pedro  4:8          com             Provérbios 10:12
·        I Pedro 4:18          com             Provérbios 11:31
·        II Pedro  2:22        com             Provérbios 26:11

3.     Contagiando os escritos doutrinários de Paulo
O apóstolo Paulo também cita e reflete Provérbios em suas epístolas. Compare:
·        Romanos 12:20     com             Provérbios 25:21-22
·        I Coríntios 1:24     com             Provérbios 8 (“Cristo, poder de Deus,
sabedoria de Deus”)
publicado por wellcorp às 11:15 | link do post
Da Introdução "A vida em Provérbios"  
  Rev. Marcos Kopeska - Primeira Igreja Presbiteriana Independente de Marília-SP
1.     O REFLEXO DE PROVÉRBIOS NO NOVO TESTAMENTO

1.     Ecoando nos ensinos de Jesus
Há evidências de que o nosso Senhor Jesus amava o livro de Provérbios, pois fez amplo uso destes ensinos na Sua doutrinação prática. Vejamos alguns exemplos:

a)     Suas palavras sobre aqueles que procuram os primeiros lugares, quando convidados para banquetes. Mt. 23:6-7; Lc. 20:46,47), estão firmemente relacionados com Pv. 25:6,7

b)     A parábola do rico insensato (Lc. 12:15-20) está bem retratada em Pv. 27:1

c)     A parábola dos dois alicerces (do sábio e do néscio – Mt. 7:24-27) tem fundamento em Provérbios 14:11

d)     Na conversa com Nicodemos (João 3:13) Jesus revela a resposta da pergunta levantada por Agur em Provérbios 30:4

e)     Em Mt. 11:19, Jesus faz uma referência ao livro de Provérbios, comparado aqueles que não O reconhecem, nem à Sua mensagem, aos “insensatos” que estão em oposição aos sábios.

2.     Influenciando os conceitos do Apóstolo Pedro:
Parece que Pedro foi escritor do Novo Testamento que mais usou o livro de Provérbios em suas cartas, ou por ser íntimo de Jesus ou por suas possíveis leituras deste valioso livro. Compare:
·        I Pedro  2:17         com             Provérbios 24:21
·        I Pedro  3:13         com             Provérbios 16:17
·        I Pedro  4:8          com             Provérbios 10:12
·        I Pedro 4:18          com             Provérbios 11:31
·        II Pedro  2:22        com             Provérbios 26:11

3.     Contagiando os escritos doutrinários de Paulo
O apóstolo Paulo também cita e reflete Provérbios em suas epístolas. Compare:
·        Romanos 12:20     com             Provérbios 25:21-22
·        I Coríntios 1:24     com             Provérbios 8 (“Cristo, poder de Deus,
sabedoria de Deus”)
publicado por wellcorp às 11:15 | link do post
No Livro de Provérbios um sábio de Edom, de nome Agur, amigo de Salomão, um dos co-autores do livro, talvez seu revisor, estabelece uma pergunta para as próximas gerações. Há algo que ele sabe, ou que seus pais ou avós transmitiram-lhe, há algo misterioso sobre eventos passados e também sobre coisas que aconteciam no presente, de caráter transcendente. Havia alguém ou haveria alguém que ligaria os céus à terra, que teria poder sobre todas as coisas, que transitaria entre dois mundos, entre duas realidades, que possuia um nome. Que possuia um filho.  Ou cujo filho seria a resposta. Um homem subiria da terra ao céu. Um único homem transcederia as limitações humanas, acessaria lugares celestiais. Há alguém seria permitido entrar onde anjos habitam, onde Querubins caminham, morada do próprio Deus vivo.




 Pv 30:4 Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome? E qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?

"Se é que o sabes" é uma fórmula, um desafio. Desafio respondido mil anos depois, por um homem chamado João:

Jo 3:13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.



Jesus é a resposta ao enigma de Agur.

Porque Deus estava em Cristo, reconciliando consigo mesmo, o mundo.





















































publicado por wellcorp às 11:14 | link do post
No Livro de Provérbios um sábio de Edom, de nome Agur, amigo de Salomão, um dos co-autores do livro, talvez seu revisor, estabelece uma pergunta para as próximas gerações. Há algo que ele sabe, ou que seus pais ou avós transmitiram-lhe, há algo misterioso sobre eventos passados e também sobre coisas que aconteciam no presente, de caráter transcendente. Havia alguém ou haveria alguém que ligaria os céus à terra, que teria poder sobre todas as coisas, que transitaria entre dois mundos, entre duas realidades, que possuia um nome. Que possuia um filho.  Ou cujo filho seria a resposta. Um homem subiria da terra ao céu. Um único homem transcederia as limitações humanas, acessaria lugares celestiais. Há alguém seria permitido entrar onde anjos habitam, onde Querubins caminham, morada do próprio Deus vivo.




 Pv 30:4 Quem subiu ao céu e desceu? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome? E qual é o nome de seu filho, se é que o sabes?

"Se é que o sabes" é uma fórmula, um desafio. Desafio respondido mil anos depois, por um homem chamado João:

Jo 3:13 Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.



Jesus é a resposta ao enigma de Agur.

Porque Deus estava em Cristo, reconciliando consigo mesmo, o mundo.





















































publicado por wellcorp às 11:14 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
20
21
23
25
26
27
28
comentários recentes
Eu já disse que você é demais, mas, não custa nadi...
Você é um ser lindo!
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
You pretty much said what i could not effectively ...
You pretty much said what i could not effectively ...
Maneiro!
Maneiro!
tags

todas as tags

Posts mais comentados
29 comentários
29 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
subscrever feeds
SAPO Blogs