Um Blog de poesia, imagens estudos das Escrituras, mensagens e textos engraçados
Genesis 31

7 Mas vosso pai me tem enganado, e dez vezes mudou o meu salário; Deus, porém, não lhe permitiu que me fizesse mal.
8 Quando ele dizia assim: Os salpicados serão o teu salário; então todo o rebanho dava salpicados. E quando ele dizia assim: Os listrados serão o teu salário, então todo o rebanho dava listrados.
9 De modo que Deus tem tirado o gado de vosso pai, e mo tem dado a mim.
10 Pois sucedeu que, ao tempo em que o rebanho concebia, levantei os olhos e num sonho vi que os bodes que cobriam o rebanho eram listrados, salpicados e malhados.
11 Disse-me o anjo de Deus no sonho: Jacó! Eu respondi: Eis-me aqui.
12 Prosseguiu o anjo: Levanta os teus olhos e vê que todos os bodes que cobrem o rebanho são listrados, salpicados e malhados; porque tenho visto tudo o que Labão te vem fazendo.
13 Eu sou o Deus de Betel, onde ungiste uma coluna, onde me fizeste um voto; levanta-te, pois, sai-te desta terra e volta para a terra da tua parentela. 

Por muitos anos Jacó trabalhou para seu sogro, um rico dono de rebanhos de animais na arábia. E em todos os anos de seu trabalho de todas as maneiras seu sogro tentou tirar vantagens, imaginando acordos e negócios que eram sempre desvantajosos para Jacó, com o intuito de fazer com que ele permanecesse para toda vida em sua dependencia, ou mesmo inviabilizasse qualquer alternativa de via em que ele pudesse assumir os próprios rumos de seus negócios. Lutou incessantemente para que essa independencia financeira jamais fosse alcançada. Como um comerciante sem pudor, como um gerente sem qualquer consideração por recursos humanos, propôs negócios e salários que em qualquer outra situação teriam conduzido Jacó a bancarrota e mesmo a ter que negociar a venda do direito de sua liberdade. Conhecedor dos tempos, dos segredos da criação pastoril, das tradições ancestrais adquiridas em centenas de anos de criação de animais no deserto, herança de criadores de gado pasada de pai para filho, suas técnicas, suas observações, a capacidade de reprodução de determinadas raças e o fruto de cruzamentos que poderia em caso de erro levar um rebanho a extinção por esterilidade, Labão o sogro encaminhava Jacó sempre para uma recompensa inexistente, uma promessa de prosperidade inócua, uma possibilidade remota de sucesso, conduzindo sempre a uma condição desconfortável salarial. Mas jacó não negociava salário com um orfão. Jacó tinha um pai. Um pai que observou as tentativas de um homem destruir o futuro de seu filho. Então esse pai intervém na história e transforma a sentença de fracasso em promessas de vida. A expectativa de insucesso em algo extraordinariamente agregador. Labão empurra Jacó contra a parede da probabilidade, conduzindo-o sempre na direção do desastre absoluto. Mas o Pai irá mudar as probabilidades. E a cada mudança de paradigma, a cada mudança de posicionamento de um comerciante anti-ético, Deus transforma propositalmente uma condição expúria numa condição de abundancia. Onde tudo dizia ser impossivel de ocorrer, ali Deus multiplicou as possibilidades e mesmo quando todas  as condições do jogo eram modificadas em meio a partida, o Justo Juiz mudava não as regras pre-estabelecidas com base num acordo torto, mas a propria essencia de todo o resto, de todo o resto do universo. As regras de Labão valiam em seu mundo. Não na esfera do mundo de Deus. As regras de Labão se baseavam em na experiencia de seus ancestrais. A resposta de Deus em sua própria eternidade. Ele imaginava o fracasso para Jacó, mas Deus estabelecia a vida.  Então o improvavel se tornou LEI, a excessão a regra, o impossivel ocorreu e após anos de traição o resultado foi que o rico LABÃO EMPOBRECEU E O POBRE JACÓ
enriqueceu. 
Welington José Ferreira


publicado por wellcorp às 19:03 | link do post
Genesis 31

7 Mas vosso pai me tem enganado, e dez vezes mudou o meu salário; Deus, porém, não lhe permitiu que me fizesse mal.
8 Quando ele dizia assim: Os salpicados serão o teu salário; então todo o rebanho dava salpicados. E quando ele dizia assim: Os listrados serão o teu salário, então todo o rebanho dava listrados.
9 De modo que Deus tem tirado o gado de vosso pai, e mo tem dado a mim.
10 Pois sucedeu que, ao tempo em que o rebanho concebia, levantei os olhos e num sonho vi que os bodes que cobriam o rebanho eram listrados, salpicados e malhados.
11 Disse-me o anjo de Deus no sonho: Jacó! Eu respondi: Eis-me aqui.
12 Prosseguiu o anjo: Levanta os teus olhos e vê que todos os bodes que cobrem o rebanho são listrados, salpicados e malhados; porque tenho visto tudo o que Labão te vem fazendo.
13 Eu sou o Deus de Betel, onde ungiste uma coluna, onde me fizeste um voto; levanta-te, pois, sai-te desta terra e volta para a terra da tua parentela. 

Por muitos anos Jacó trabalhou para seu sogro, um rico dono de rebanhos de animais na arábia. E em todos os anos de seu trabalho de todas as maneiras seu sogro tentou tirar vantagens, imaginando acordos e negócios que eram sempre desvantajosos para Jacó, com o intuito de fazer com que ele permanecesse para toda vida em sua dependencia, ou mesmo inviabilizasse qualquer alternativa de via em que ele pudesse assumir os próprios rumos de seus negócios. Lutou incessantemente para que essa independencia financeira jamais fosse alcançada. Como um comerciante sem pudor, como um gerente sem qualquer consideração por recursos humanos, propôs negócios e salários que em qualquer outra situação teriam conduzido Jacó a bancarrota e mesmo a ter que negociar a venda do direito de sua liberdade. Conhecedor dos tempos, dos segredos da criação pastoril, das tradições ancestrais adquiridas em centenas de anos de criação de animais no deserto, herança de criadores de gado pasada de pai para filho, suas técnicas, suas observações, a capacidade de reprodução de determinadas raças e o fruto de cruzamentos que poderia em caso de erro levar um rebanho a extinção por esterilidade, Labão o sogro encaminhava Jacó sempre para uma recompensa inexistente, uma promessa de prosperidade inócua, uma possibilidade remota de sucesso, conduzindo sempre a uma condição desconfortável salarial. Mas jacó não negociava salário com um orfão. Jacó tinha um pai. Um pai que observou as tentativas de um homem destruir o futuro de seu filho. Então esse pai intervém na história e transforma a sentença de fracasso em promessas de vida. A expectativa de insucesso em algo extraordinariamente agregador. Labão empurra Jacó contra a parede da probabilidade, conduzindo-o sempre na direção do desastre absoluto. Mas o Pai irá mudar as probabilidades. E a cada mudança de paradigma, a cada mudança de posicionamento de um comerciante anti-ético, Deus transforma propositalmente uma condição expúria numa condição de abundancia. Onde tudo dizia ser impossivel de ocorrer, ali Deus multiplicou as possibilidades e mesmo quando todas  as condições do jogo eram modificadas em meio a partida, o Justo Juiz mudava não as regras pre-estabelecidas com base num acordo torto, mas a propria essencia de todo o resto, de todo o resto do universo. As regras de Labão valiam em seu mundo. Não na esfera do mundo de Deus. As regras de Labão se baseavam em na experiencia de seus ancestrais. A resposta de Deus em sua própria eternidade. Ele imaginava o fracasso para Jacó, mas Deus estabelecia a vida.  Então o improvavel se tornou LEI, a excessão a regra, o impossivel ocorreu e após anos de traição o resultado foi que o rico LABÃO EMPOBRECEU E O POBRE JACÓ
enriqueceu. 
Welington José Ferreira


publicado por wellcorp às 19:03 | link do post
I joão 1.9



Mateus 7

24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha.
25 E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha.
26 Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia.
27 E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu; e grande foi a sua queda.
Provérbios 12:4 Álefe. Mulher virtuosa, quem a pode achar? Pois o seu valor muito excede ao de jóias preciosas. 



1 Ora veio a palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo:
2 Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim.
3 Jonas, porém, levantou-se para fugir da presença do Senhor para Társis. E, descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, da presença do Senhor.
4 Mas o Senhor lançou sobre o mar um grande vento, e fez-se no mar uma grande tempestade, de modo que o navio estava a ponto de se despedaçar.
5 Então os marinheiros tiveram medo, e clamavam cada um ao seu deus, e alijaram ao mar a carga que estava no navio, para o aliviarem; Jonas, porém, descera ao porão do navio; e, tendo-se deitado, dormia um profundo sono.
6 O mestre do navio, pois, chegou-se a ele, e disse-lhe: Que estás fazendo, ó tu que dormes? Levanta-te, clama ao teu deus; talvez assim ele se lembre de nós, para que não pereçamos.
7 E dizia cada um ao seu companheiro: Vinde, e lancemos sortes, para sabermos por causa de quem nos sobreveio este mal. E lançaram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas.
8 Então lhe disseram: Declara-nos tu agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual é a tua terra? E de que povo és tu?
9 Respondeu-lhes ele: Eu sou hebreu, e temo ao Senhor, o Deus do céu, que fez o mar e a terra seca.
10 Então estes homens se encheram de grande temor, e lhe disseram: Que é isso que fizeste? pois sabiam os homens que fugia da presença do Senhor, porque ele lho tinha declarado.
11 Ainda lhe perguntaram: Que te faremos nós, para que o mar se nos acalme? Pois o mar se ia tornando cada vez mais tempestuoso.
12 Respondeu-lhes ele: Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade.
13 Entretanto os homens se esforçavam com os remos para tornar a alcançar a terra; mas não podiam, porquanto o mar se ia embravecendo cada vez mais contra eles.
14 Por isso clamaram ao Senhor, e disseram: Nós te rogamos, ó Senhor, que não pereçamos por causa da vida deste homem, e que não ponhas sobre nós o sangue inocente; porque tu, Senhor, fizeste como te aprouve.
15 Então levantaram a Jonas, e o lançaram ao mar; e cessou o mar da sua fúria.




Salmos 107:23 Hê. É como os navios do negociante; de longe traz o seu pão.

 e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo;
Apocalipse 1:14

publicado por wellcorp às 18:26 | link do post
I joão 1.9



Mateus 7

24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha.
25 E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha.
26 Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia.
27 E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu; e grande foi a sua queda.
Provérbios 12:4 Álefe. Mulher virtuosa, quem a pode achar? Pois o seu valor muito excede ao de jóias preciosas. 



1 Ora veio a palavra do Senhor a Jonas, filho de Amitai, dizendo:
2 Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até mim.
3 Jonas, porém, levantou-se para fugir da presença do Senhor para Társis. E, descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, da presença do Senhor.
4 Mas o Senhor lançou sobre o mar um grande vento, e fez-se no mar uma grande tempestade, de modo que o navio estava a ponto de se despedaçar.
5 Então os marinheiros tiveram medo, e clamavam cada um ao seu deus, e alijaram ao mar a carga que estava no navio, para o aliviarem; Jonas, porém, descera ao porão do navio; e, tendo-se deitado, dormia um profundo sono.
6 O mestre do navio, pois, chegou-se a ele, e disse-lhe: Que estás fazendo, ó tu que dormes? Levanta-te, clama ao teu deus; talvez assim ele se lembre de nós, para que não pereçamos.
7 E dizia cada um ao seu companheiro: Vinde, e lancemos sortes, para sabermos por causa de quem nos sobreveio este mal. E lançaram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas.
8 Então lhe disseram: Declara-nos tu agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual é a tua terra? E de que povo és tu?
9 Respondeu-lhes ele: Eu sou hebreu, e temo ao Senhor, o Deus do céu, que fez o mar e a terra seca.
10 Então estes homens se encheram de grande temor, e lhe disseram: Que é isso que fizeste? pois sabiam os homens que fugia da presença do Senhor, porque ele lho tinha declarado.
11 Ainda lhe perguntaram: Que te faremos nós, para que o mar se nos acalme? Pois o mar se ia tornando cada vez mais tempestuoso.
12 Respondeu-lhes ele: Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade.
13 Entretanto os homens se esforçavam com os remos para tornar a alcançar a terra; mas não podiam, porquanto o mar se ia embravecendo cada vez mais contra eles.
14 Por isso clamaram ao Senhor, e disseram: Nós te rogamos, ó Senhor, que não pereçamos por causa da vida deste homem, e que não ponhas sobre nós o sangue inocente; porque tu, Senhor, fizeste como te aprouve.
15 Então levantaram a Jonas, e o lançaram ao mar; e cessou o mar da sua fúria.




Salmos 107:23 Hê. É como os navios do negociante; de longe traz o seu pão.

 e a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve; e os seus olhos como chama de fogo;
Apocalipse 1:14

publicado por wellcorp às 18:26 | link do post

Fantastic HDR Pictures

 

Na fotografia HDR juntamos várias fotos com exposições diferentes e assim temos detalhes tanto na sombra quanto nas luzes

E por que usar essa técnica?

Uma boa foto HDR faz a cena parecer real, quase podemos tocar.
Nossos olhos funcionam como uma câmera, mas muito melhor. Quando olhamos uma paisagem no geral conseguimos ver o céu e todo o resto da cena. Quando olhamos uma pessoa conseguimos ver tanto os detalhes de sua pele quanto os detalhes do local que está atrás dela. As câmeras não têm essa versatilidade e em uma foto normalmente não conseguimos reproduzir o que estamos vendo.

 

Hdr-10 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-76 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-11 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-49 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-6 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-96 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-103 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-115 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-67 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-9 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-99 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-38 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-46 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-105 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-44 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-68 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-82 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-101 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-20 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-59 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-102 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-29 in 35 Fantastic HDR Pictures
Bridge in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-75 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-12 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-19 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-22 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-64 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-112 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-27 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-13 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-31 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-47 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-8 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-17 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-57 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-32 in 35 Fantastic HDR Pictures
publicado por wellcorp às 09:42 | link do post

Fantastic HDR Pictures

 

Na fotografia HDR juntamos várias fotos com exposições diferentes e assim temos detalhes tanto na sombra quanto nas luzes

E por que usar essa técnica?

Uma boa foto HDR faz a cena parecer real, quase podemos tocar.
Nossos olhos funcionam como uma câmera, mas muito melhor. Quando olhamos uma paisagem no geral conseguimos ver o céu e todo o resto da cena. Quando olhamos uma pessoa conseguimos ver tanto os detalhes de sua pele quanto os detalhes do local que está atrás dela. As câmeras não têm essa versatilidade e em uma foto normalmente não conseguimos reproduzir o que estamos vendo.

 

Hdr-10 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-76 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-11 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-49 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-6 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-96 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-103 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-115 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-67 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-9 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-99 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-38 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-46 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-105 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-44 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-68 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-82 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-101 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-20 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-59 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-102 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-29 in 35 Fantastic HDR Pictures
Bridge in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-75 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-12 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-19 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-22 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-64 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-112 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-27 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-13 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-31 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-47 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-8 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-17 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-57 in 35 Fantastic HDR Pictures
Hdr-32 in 35 Fantastic HDR Pictures
publicado por wellcorp às 09:42 | link do post


Ocorre-me um verso em Êxodo 23.19: "Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe". Será que Deus estava interessado só em cabritos?

Creio que temos um principio para nos aqui. O leite foi criado para dar vida e jamais poderia ser usado como instrumento de morte. Deus quis que a Sua Palavra fosse o instrumento para nos comunicar vida ("de novo gerados... pela Palavra de Deus" 1 Pd 1.23).


Nunca deveríamos usá-la para ferir alguém. Nossa luta não é contra a carne ou sangue (pessoas), mas contra as potestades nos lugares celestiais (lutamos de joelhos) - Efésios 6.12.
Creio que o bom uso da espada, que é a Palavra de Deus, é uma das características do cristão que busca a maturidade. Crianças não devem usar instrumentos cortantes, todos sabemos. E a Palavra é mais cortante, e pode, se mal utilizada, fazer mais estragos do que uma arma moderna.
 
publicado por wellcorp às 09:08 | link do post


Ocorre-me um verso em Êxodo 23.19: "Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe". Será que Deus estava interessado só em cabritos?

Creio que temos um principio para nos aqui. O leite foi criado para dar vida e jamais poderia ser usado como instrumento de morte. Deus quis que a Sua Palavra fosse o instrumento para nos comunicar vida ("de novo gerados... pela Palavra de Deus" 1 Pd 1.23).


Nunca deveríamos usá-la para ferir alguém. Nossa luta não é contra a carne ou sangue (pessoas), mas contra as potestades nos lugares celestiais (lutamos de joelhos) - Efésios 6.12.
Creio que o bom uso da espada, que é a Palavra de Deus, é uma das características do cristão que busca a maturidade. Crianças não devem usar instrumentos cortantes, todos sabemos. E a Palavra é mais cortante, e pode, se mal utilizada, fazer mais estragos do que uma arma moderna.
 
publicado por wellcorp às 09:08 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
19
21
22
23
25
26
27
29
30
31
comentários recentes
Eu já disse que você é demais, mas, não custa nadi...
Você é um ser lindo!
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
tudo precisa de fundamento:oque significa raiz ori...
You pretty much said what i could not effectively ...
You pretty much said what i could not effectively ...
Maneiro!
Maneiro!
tags

todas as tags

Posts mais comentados
29 comentários
29 comentários
6 comentários
6 comentários
5 comentários
5 comentários
3 comentários
3 comentários
subscrever feeds
SAPO Blogs